Renomada empresa de arch-viz muda para o Blender

A empresa de arch-viz Expose-3D muda totalmente para o Blender após concluir que ele é o melhor software em 3D por sua qualidade e não por preço. Saiba dos motivos dessa mudança.

Widhi Muttaqien é fundador da Expose-3D, uma empresa de visualização 3D aberta em 2003. Eles mudaram inteiramente para o Blender em abril de 2016 e não pretendem voltar atrás.

A Expose-3D foi criada por Widhi e seu amigo, Dwi Prasteyo em 2003 em Jakarta Indonesia. Naquele momento apenas eles dois trabalhavam na empresa executando todos os trabalhos. Desde essa época eles produziram centenas de trabalhos de visualização em 3D não apenas para a Indonésia, mas para outros clientes de diversas partes do mundo.

Desde a abertura da empresa vários softwares foram utilizados e experimentados. O 3DS Max foi o mais utilizado até o momento. De tempos em tempos o Blender era testado, porém ainda faltavam algumas funções importantes para que fosse implantado de vez na empresa. No início de 2016 o blender foi novamente testado pela empresa e desta vez excedeu as expectativas. A conclusão foi que o Blender, atualmente, chega a ser superior comparado a outros softwares para as necessidades da empresa como desenvolvimento de jogos e visualização arquitetônica.

Por que eles mudaram para o Blender ao invés de outro software 3D?

Algo óbvio a se pensar, que sempre vem primeiro, quando se fala em software de código aberto é o fato do custo com licenças de uso, porém como já disse nosso colega Teisson Froes na conferência Blender Pro em Salvador em 2011 “Utilizamos o Blender em nossa empresa não porque ele é “de graça” mas porque ele é um excelente software e resolve nossos problemas com o desenvolvimento de imagens 3D”.

O Blender, se comparado com outros softwares 3D, colocando os custos de licença de lado, ele apresenta desempenho e qualidade que supera todos os outros em muitas formas sendo algumas delas:

1. Atalhos e Interface consistentes

O que eles gostam no Blender é a interface consistente e os atalhos. Por exemplo, para fazer uma seleção por borda, basta pressionar “B” e isso funciona não apenas na janela 3D mas em todos os outros módulos do programa que tem a necessidade de utilizar seleção, até mesmo no navegador de arquivos. Muitas coisas são consistentes no Blender e mostra realmente que os desenvolvedores se comunicam muito bem e que eles possuem uma abordagem holística.


A seleção por borda funciona consistentemente em vários painéis

Em outros softwares as vezes parece que cada função foi desenvolvida por um time diferente, por exemplo, a primeira tela do modificador de cabelos e pelos do 3D Max lembrava outros softwares como se fosse um plug-in de terceiros.

A empresa também ensina como trabalhar com programas 3D por meio de sua escola e foi percebido que a interface do Blender permite que estudantes aprendam o Blender na metade do tempo por sua consistência na interface.

2. Desenvolvimento Rápido, add-ons e suporte da comunidade

Como todos já perceberam o ciclo de desenvolvimento é muito rápido. Novas funções muito legais são desenvolvidas a cada versão fazendo o Blender muito melhor cada vez mais. Se não é possível encontrar algo nativo, provavelmente alguém criou um add-on para isso e se for algo bacana, possivelmente vai se tornar nativo. Algumas pessoas não gostam muito dessa velocidade pois todas as horas gastas aprendendo algo que está em constante mudança pode ser frustrante, mas não para a Expose 3D porque eles acreditam que isso é muito positivo e a adaptação as coisas novas é rápida. Se um projeto grande estiver em andamento a atualização do Blender pode ser deixada para mais tarde sem problemas.

A comunidade Blender cresceu consideravelmente nos últimos anos. Fóruns ;) tutoriais e sites sobre o Blender \o/ se tornaram muito mais fáceis de achar. Para provar essa afirmação Widhi montou um gráfico com um relatório feito no google sobre o interesse no Blender e em outros softwares 3D.


Tendências para software 3D nos últimos 10 anos.

Neste relatório, é possível ver que em 2005 o interesse das pessoas era 85 pontos acima do Blender. Com o tempo o interesse do Blender aumentou para 19 e do 3D Max caiu para 14. Então é possível dizer que em 2016 o interesse no Blender é maior do nos outros software no sudeste asiático, região da sede as Expose-3D.

3. Tudo o que é necessário está dentro do Blender

Em 2015 eles começaram a desenvolver jogos por meio da empresa Blastcode (blastcode.com). Eles perceberam que precisariam de mais do que as ferramentas de visualização arquitetônica normais. Naquele momento foi necessária uma ferramenta de escultura, outra para fazer o “bake” das texturas e mais ferramentas relacionadas a produção de jogos. O 3D Max era o principal software utilizado na época e não tinha uma ferramenta de escultura. Claro que é possível puxar e empurrar vértices com a ferramenta “brush”, mas é o máximo possível. Obviamente que a Autodesk não iria inserir uma ferramenta dessas no Max para não prejudicar seu outro produto o MudBox. Então restaram algumas opções, comprar o Zbrush ou o MudBox. A empresa não produziria jogos “AAA” que necessitam que esculturas super avançadas era necessária uma ferramenta de escultura que funcionasse perfeitamente com as ferramentas de modelagem. O Blender foi a única escolha viável naquele momento.


Blender para o desenvolvimento de jogos 3D na Blastcode

O uso de serviços de fazendas de renderização é regular nos projetos arquitetônicos. Antes do Blender as dificuldades de garantir que os fornecedores dos serviços tinham os plug-ins utilizados nos projetos eram enormes. O software que era utilizado possuía plugin para dispersão, outro para renderização, outro para duplicação automática e a lista continua. Hoje em dia não é necessário se preocupar com plug-ins quando for utilizar um serviço de renderização porque simplesmente não são mais necessários.

4. Referências externas no Blender é fácil

Um grande software para uma pessoa nem sempre é um grande software para uma equipe. O Blender é construído com um pensamento de colaboração entre usuários, por isso ele possui duas funções que ajudam os times da Expose-3D a colaborar com sucesso em diversos projetos sendo elas: Link de arquivos e empacotamento de arquivos.
A ligação entre arquivos é muito importante para a empresa por ajudar no desenvolvimento de modelos independentes da cena original o que permite que várias pessoas trabalhem na mesma cena ao mesmo tempo além de ajuda a diminuir o espaço de armazenamento de dados ocupados pelos objetos.
Outra função muito útil é o empacotamento de arquivos dentro do Blender que permite inserir todos os arquivos externos ao Blender dentro dele. Isso permite trabalhar em lugares sem conexão com a internet e transferir projetos de um lugar a outro sem precisar comprimir tudo num arquivo compactado até por que se os arquivos estiverem espalhados, juntá-los pode ser uma tarefa bem estressante.


Biblioteca de materiais do Cycles

Qualquer arquivo .Blend pode agir como uma biblioteca de materiais para o Cycles.

Uma outra função surpreendente é a capacidade de criar miniaturas dos materiais de qualquer cena do Blender o que transforma qualquer arquivo de projeto numa potencial biblioteca de materiais. Até mesmo materiais que utilizam texturas HDRI são processadas nas miniaturas, ou seja, o Blender realmente renderiza os materiais e mostra na tela.

5. Ferramentas de modelagem superiores

Pela experiência da Expose-3D é possível afirmar que o Blender mostra que é, de longe, o melhor para modelagem poligonal. Uma das coisas únicas do Blender é a capacidade de criar uma aresta sem criar uma face. Isso é estranho para quem veio de outros softwares mas num bom sentido porque abre possibilidades e dá mais liberdade para o processo de modelagem.

Em termos de arquitetura a habilidade do Blender em extrudar vértices e então definir a distância dessa extrusão e insubstituível. Por exemplo, é possível criar um vértice, então desse vértice cria-se uma linha no eixo Y com a distância de 2 metros. Em seguida cria a linha novamente no eixo X por 50 cm e assim por diante. Em outros softwares isso simplesmente não existe.


O Blender tem extrusão de vértices com precisão em unidades de medida

Existem muito mais coisas boas que podem ser ditas sobre como Blender vence outros softwares, porém seria necessário um livro inteiro :). A Expose-3D pretende lançar vídeos no You Tube gradualmente para cobrir todas essas vantagens, essa é uma forma de agradecer a comunidade Blender por tudo que fizeram e fazem e esperam que esses vídeos ajudem a abrir mais a mente dos artistas de computação gráfica para o Blender, especialmente os artistas de visualização arquitetônica.

Claro que o Blender não é perfeito e nunca será, mas por trás de dele existem artistas e desenvolvedores que sempre estarão se esforçando para torná-lo sempre melhor e pronto para atender as necessidades de sua comunidade. Aqui estão listadas algumas das coisas que podem ser melhoradas no Blender de acordo com a Expose-3D:

1.    A falta de UV mapping específico para arquitetura

2.    Melhorar a ferramenta de dispersão de objetos (se comparada a plug-ins profissionais ainda tem que melhorar)

3.    O renderizador Cycles precisa muito de um filtro “Denoiser” para não ter mais o ruído apresentado nas renderizações

4.    Melhorar as ferramentas de modelagem com curvas

5.    Falta de suporte a IES(Illuminating Engineering Society) oficial no Cycles

Essas são apenas algumas melhorias que a empresa gostaria de salientar pois estas são as que mais impactam em seu trabalho atualmente.

Considerações finais

O Blender teve um logo caminho, de um software simples que cabia num disquete para uma suíte completa capaz de resolver todas as tarefas que um grande professional de CG precisa fazer. Para a Expose-3D ele é o projeto de código aberto melhor sucedido de todos. A quantidade de trabalho e amor colocados nesse projeto faz o Blender brilhar hoje.

Com esta visão, Widhi gostaria de convidar todos os artistas de visualização arquitetônica para olhar novamente para o Blender e dar uma chance a ele. Aprender o Blender trouxe aquela empolgação do início de carreira quando eles estavam aprendendo computação gráfica. A empresa agradece muito a comunidade por seu trabalho e dedicação ao software a CG e a quem leu este artigo e pede para compartilhar com todos as vantagens de se utilizar software livre e de se utilizar o Blender.

Informações baseadas no site da Expose-3D